Modernos Seguidores

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Pessoas Inteligentes


Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia.
Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.
Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 25 centavos e outra menor, de 50 centavos. 
Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.
Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou :
Se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.
'Eu sei' - respondeu o tolo assim:
'Ela vale duas vezes menos. Mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda'
 
Pode-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa. 

A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é. 
A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história? 
A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. 
Mas a conclusão mais interessante é: 

A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito.. 
Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos. 
'O maior prazer de uma pessoa inteligente é bancar o idiota, diante de um idiota que banca o inteligente'.

Sarah  Angélica'

9 comentários:

  1. Amei seu blog é muito lindo e gostei muito das postagens! Já estou seguindo =]
    Segue?
    http://myway-mw.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Realmente uma história simples mas cheia de significados. Quando deixamos de enchergar as coisas com simplicidade, acabamos virando os tais inteligentes.

    estou te seguindo.

    Abs

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da história. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos. Gostei muito do seu blog, e ja estou seguindo. Convido a conhecer meu blog e seguir-me se gostares. Um abraço!
    Smareis

    ResponderExcluir
  4. Dá pra tirar bastante lição dessa história!
    A gente tem mais é que parar de preocupar tanto com a opnião dos outros e começar a dar valor na gente! Adorei (:


    http://www.rodiziodepensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Paulo Henrique...

    Adorei ler a história...
    Interessante que eu escrevi sobre isso esses dias e acabei postando...
    Pq realmente, o que importa, é nós sabermos quem somos.

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. "Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos. " Adorei a frase! E logicamente, gostei muito da história tbm, mas isso não é novidade, uma vez que eu sempre leio e adoro seus textos!

    ResponderExcluir
  7. lindo o seu blog!

    O que eu pareço... não sou!
    E o que sou... é o que tenho em mim!

    um anjo

    ResponderExcluir
  8. Olá, sou sua nova seguidora.
    Gostei do texto que escreveu, eu sou o contrário e estou errada, me preocupo demais com os outros, com o que pensam de mim, se me machucam se me magoam,entro em depressão, é terrível.
    É uma lição LER ISSO...
    Estou te seguindo, Mery.
    Visite-me se tiveres um tempinho, bjusssss

    ResponderExcluir